terça-feira, 31 de janeiro de 2017

São João Bosco










31 de Janeiro


(Ou São João Bosco; Dom Bosco.)



A liturgia venera em São João Bosco o santo de alma simples, cuja confiança na Providência Divina lhe dera o privilégio de dominar todas as dificuldades e levar, sempre de vencido, todos os obstáculos. Consagrou sua vida aos pobres, aos presos, a todos os sem lar da capital do Piemonte e, sobretudo, às crianças e à juventude abandonada. Para os abrigar e instruir, e levá-los a organizar honestamente a própria vida, criou, sem mais recursos que os que lhe oferecia a intrepidez, da sua fé, obras numerosas e sempre prodigiosamente prósperas. Fundou sucessivamente o Instituto dos Padres Salesianos, em 1868, e das filhas de Maria Auxiliadora, em 1876.

Founder of the
Salesian Society . Fundador da Sociedade Salesiana. Born of poor parents in a little cabin at Becchi, a hill-side hamlet near Castelnuovo, Piedmont , Italy , 16 August, 1815; Nascido de pais pobres em uma pequena cabana em Becchi, uma aldeia perto de Castelnuovo, Piemonte, Itália, em 16 de agosto de 1815; died 31 January 1888; morreu em 31 de janeiro de 1888; declared Venerable by Pius X , 21 July, 1907. Note: Pope Pius XI beatified him in 1929 and canonized him in 1934. declarado Venerável por São Pio X, 21 de julho de 1907. Nota: o Papa Pio XI beatificou-o em 1929 o canonizou em 1934.

When he was little more than two years old his father died, leaving the support of three boys to the mother, Margaret Bosco. Quando ele tinha pouco mais de dois anos, seu pai Francesco Bosco morreu, deixando a responsabilidade dos três meninos para a mãe, Margherita Bosco. OsJohn's early years were spent as a shepherd and he received his first instruction at the hands of the parish priest . primeiros anos de João foram ocupados como um pastor e  recebeu suas primeiras instruções das mãos do sacerdote da paróquia.He possessed a ready wit, a retentive memory , and as years passed his appetite for study grew stronger. Ele possuía uma inteligência pronta, uma boa memória e à medida que os anos se passaram seu apetite para o estudo foi se fortalecendo. Owing to the poverty of the home, however, he was often obliged to turn from his books to the field, but the desire of what he had to give up never left him. Devido à pobreza da casa, no entanto, ele foi muitas vezes obrigado a trocar seus livros pelo o campo, mas o desejo de que ele teve que desistir nunca o abandonou. In 1835 he entered the seminary at Chieri and after six years of study was ordained priest on the eve of Trinity Sunday by Archbishop Franzoni of Turin . Em 1835, ele entrou para o seminário em Chieri e depois de seis anos de estudo foi ordenado sacerdote na véspera do domingo da Santíssima Trindade pelo Arcebispo Franzoni, de Turim.

sábado, 21 de janeiro de 2017

O acordo secreto entre o Vaticano e a Sinagoga

congar-2


Durante o Concílio Vaticano II, Yves Congar (foto acima), atuando como enviado oficial do Vaticano, reuniu-se com os judeus na França para perguntar o que eles queriam. Os judeus responderam que queriam ser consideradas como “irmãos, companheiros iguais em dignidade.” Lazare Landau escreve , “o Concílio nos concedeu nossos desejos”. Desde então, dois novos conceitos surgiram nas relações entre a Igreja e os judeus; a noção de “orar para o mesmo Senhor”, e a de “uma mesma missão” de trazer Deus para o mundo (a qual não exige a necessidade da conversão dos judeus para a Igreja de Cristo para a sua salvação), princípios anunciados pelos Papas do Concílio, incluindo o Papa Bento XVI e Francisco. À luz da próxima visita à sinagoga (17 de janeiro de 2016), publicamos esta breve exposição.


O acordo secreto do Vaticano II e Roma, com líderes judeus


Durante os primeiros dias do Concílio Vaticano II,aconteceu uma reunião secreta entre a Santa Sé e um grupo de judeus. O acordo feito com a Sinagoga foi como o acordo “Vaticano-Moscou”. O último era um pacto secreto entre o Vaticano e o Kremlin feito em 1962, de modo que observadores da Igreja Ortodoxa Russa assistiram ao Concílio e em troca, João XXIII garantiu que no Vaticano II não existirá condenação do comunismo. As notícias do pacto entre Moscou e o Vaticano, hoje, já foram amplamente divulgadas. O acordo secreto com líderes judeus não é tão bem conhecido.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Existem perigos no carismatismo?

Resultado de imagem para fotos batismo no espirito santo rcc


Parte 1


Este artigo está dividido em duas partes. Primeiro vamos fazer algumas considerações preliminares principalmente doutrinárias- depois passar para apontar o que é o movimento carismático.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

1. O homem será julgado por Deus sobre a fé, caridade e às boas obras.

2. Deus dá, ao homem os carismas de maneira gratuita. (Veja os tipos carismas em Rom. 12: 6-8, 1 Coríntios 12: 7-11, 1 Coríntios 12: 28-30).

3. Não é a todos os homens que Deus dá a graça de um carisma extraordinário.

4. Se pode perfeitamente viver uma vida cristã e santa sem nunca ter um desses carismas.

5. Muitos santos, verdadeiros modelos de virtude, não gostava desses carismas (por exemplo, Santa Teresa do Menino Jesus, que, inclusive - por humildade - pediu a Deus para não tê-los).

6. Os carismas são concedidos pelo Espírito Santo para utilidade do próximo, não para a vanglória pessoal. O carisma é um dom de Deus, não um mérito do homem. São Tomás diz que a graça é dupla:  a santificante que liga o homem a Deus e outra (a carismática) que ele chama de graça dada gratuitamente “pelo qual um homem coopera para outrochegar a Deus ... É dada ao homem acima das faculdades naturais e mérito pessoal ... como diz o apóstolo: “a cada um é dada a manifestação do Espírito Santo para a utilidade”, isto é, dos outros.

7. Não seremos salvos por ter ou não recebido algum carisma, mas seremos responsáveis pelo bom ou mau uso que fizemos deles, se realmente tivermos recebido.

8. A vida cristã deve fincar-se na caridade, já que seremos julgados no amor. A aspiração do católico deve ser em viver na graça santificante, único caminho para Deus. A salvação é alcançada por meio da fé e boas obras. Lembre-se o princípio e fundamento de Santo Inácio: “amar e servir a Deus nesta vida, em seguida, vê-Lo e apreciá-Lo na outra.”Estruturar a vida espiritual em outro fundamento é errôneo. Se fincar-nos nos carismas, estamos confundindo um meio - um entre tantos - como se fosse o fim. São Paulo diz: “Se tendo o dom da profecia, e conhecendo todos os mistérios e toda a ciência, e a fé capaz de remover montanhas, mas não tiver caridade, nada sou” (1 Cor 13: 2).

9. O carisma é um meio (que, como já disse, é para a utilidade e ajudar o próximo). Sendo um meio, embora extraordinário, não de ser como tal, um entre muitos outros. Ao centrar a vida de uma comunidade ou um ser humano nesse meio, é desfigurar a vida cristã. Os meios devemter uma hierarquia como tal e não deve se sobre valorar-se nem se considerar como fins. As coisas são boas quando se guardam, a justa proporção e no lugar que Deus preparou para eles. Como diziaChesterton, uma virtude que perde a sua hierarquia, que se extrema e se desfigura,  torna-se uma virtude louca. O mesmo devemos dizer dos meios, há também “meios”que sepervertem, tornando-se louco. Portanto, é um erro grave (independentemente da boa-fé que existe nas pessoas) concentrar a vida cristã nos carismas extraordinários em vez de dirigi-la para as virtudes cristãs.

10. Os carismas dados por Deus são bons (eu enfatizo: dado por Deus). Mas quando PROCURADOS ... na realidade serálogo para aplicá-los para o benefício dos outros, ou serápor um desejo insano do extraordinário ou para satisfazer uma curiosidade mórbida de sentir-seseres privilegiados e superiores? Ou um pouco de tudo? Devemos responder isso com toda a sinceridade. Por que olhar os carismas e focar nossa religião sobre eles? Não seria isto uma prova de um desequilíbrio? Não devemos deixar que o Espírito Santo sopre onde quer e não onde nós queremos? A humildade de Santa Teresinha contrastacom essa atitude. Eu sei que muitos de nossos irmãos fazem com a melhor das intenções, se deixaram deslumbrar com o sensível, “extraordinário”, e emotivo; Se tem deixado contagiar por esta psicose coletiva que se retroalimenta entre uns e outros, chegando a acreditar que o único caminho, a única maneira, a salvação para a Igreja é o movimento carismático, buscando por ele quetodos os católicos se insiram nele. A Igreja tem muitos meios – para eclesiásticos e leigos - para levar o homem à Deus. As diferentes ordens, congregações e organizações provam, ao longo da história, que há uma abundância de formas de levar o homem à Deus e ao próximo, no amor. Já ouvi pessoas que consideram o movimento carismático quase como se fosse o único meio de salvação, daí o seu espírito proselitista, principalmente nos próprios católicos. Inclusive se sentem incompreendidos por aqueles que não simpatizam ou não estão dispostos a participar com eles: pensam que têm o melhor meio-se não o único - da salvação e com a melhor boa vontade quererem compartilhar com todos, mas ficam desapontados com os demais irmãos que não se enquadram em seus requisitos. Muitos se sentem uma minoria mal compreendida, o que os impele a um grande ativismo, as vezes frustrante, já que se baseia mais na emoção e sensibilidade do que em uma espiritualidade autêntica e genuína. Eles não percebem que com a sua atitude, eles negam o valor dos vários meios de salvação dentro da Igreja Católica.

11. Tão grave como negar toda a intervenção sobrenatural de Deus, é cair na superstição de encontrar em tudo ações e intervenções extraordinárias do Espírito Santo. Uma religião que ignora o sobrenatural é como a água desidratada: não existe, porque nega a sua própria essência. Mas as intervenções extraordinárias são precisamente o que seu nome sugere: extraordinário. Os dois extremos são ruins. Nem o ceticismo nem o credulismo. Conforme a fé e as virtudes, deve julgar-se a origem dos carismas para discernir se eles são realmente tal. Há mesmo pseudos milagres e pseudos dons, onde estão aspectos psicológicos do indivíduos ou de histeria coletiva ou mesmo possíveis intervenções do Maligno. Por exemplo: falar em línguas é um carisma ensinado por São Paulo, mas também - de acordo com o ritual católico - é um possível sinal de possessão demoníaca. Assim, a extrema necessidade de discernimento. O bom senso deve ser separado de qualquer influência emocional ou emotiva, algo muito difícil para quem fundamenta sua religiosidade sobre eles.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

PAPA MANDA CARDEAL MULLER DEMITIR 3 PADRES DA CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

palace-1

Tradução: Gercione Lima


Marco Tosatti, o bem informado e bem respeitado vaticanista Italiano, acaba de revelar um outro desenvolvimento preocupante em Roma. No dia 26 de dezembro, Tosatti relatou em seu próprio website Stilum Curiae que o Papa Francisco tinha acabado de pedir ao prefeito de um dicastério do Vaticano para demitir três de seus sacerdotes, removendo-os de suas funções na Congregação.


Minha própria pesquisa mostrou que este incidente ocorreu na Congregação para a Doutrina da Fé (CDF), e que foi o próprio Cardeal Gerhard Müller, que agora tem que obedecer a estas novas ordens peremptórias. Além disso, eu consegui descobrir que os três padres envolvidos, são respectivamente, um de nacionalidade eslovaca-americano, um francês e um mexicano. (Uma das minhas fontes é um amigo de um desses três teólogos.) No entanto, ao último dos três foi permitido permanecer por algum tempo a mais em sua posição atual na Congregação.

Consideremos agora alguns dos detalhes específicos que o próprio Marco Tosatti perceptivelmente reuniu para nós. Ele começa o artigo com uma referência à repreensão habitual que o Papa Francisco faz à Cúria Romana no seu discurso de Natal e detecta a raiva óbvia do papa em suas palavras e gestos. Ao olhar para a próprio Curia, no entanto, Tosatti percebe algo que vai mais além da raiva recíproca presente entre os membros da Cúria: "Não se trata de sua resistência, mas do seu medo, seu descontentamento, e um tipo de sentimento que pertence a outro contexto completamente diferente."

Tosatti em seguida faz alusão a uma fonte fidedigna que lhe contou vários episódios recentes ocorridos no Vaticano. Dois deles parecem ser de grande importância e podem também dar-nos alguns vislumbres adicionais sobre os métodos autoritários próprios do Papa Francisco, bem como sua maneira um tanto indireta de governar a Igreja. Mas por hora, devemos primeiramente nos concentrar na matéria dos funcionários da Congregação para Doutrina da Fé, que o próprio Tosatti diz que  "decisivamente é a mais triste":

domingo, 1 de janeiro de 2017

Oitavas de Natal

Tal como o Sol, começando de
novo seu curso anual, também
Cristo, Sol de justiça, deixando
o seio virginal de Maria, templo
vivo de Deus, inicia um círculo
de luz através das festas da Igreja.



I de Janeiro


A liturgia deste dia celebra três festividades numa só.