domingo, 25 de outubro de 2015

Festa de Cristo Rei




<<Ecce homo>>. Neste homem

de mãos atadas, adoremos o

Senhor todo-poderoso,

Rei do Céu e da Terra>>.





















Último Domingo de Outubro - FESTA DE CRISTO REI


Instituindo a festa de Cristo Rei, o papa Pio XI quis proclamar solenemente a realeza social de Nosso Senhor Jesus Cristo sobre o mundo. Rei das almas e das consciências, das inteligências e das vontades, Cristo é também o Rei das famílias e das cidades, dos povos e das nações, o Rei de todo o universo. Como Pio XI demonstrou na encíclica Quas Primas de 11 de Dezembro de 1925, o laicismo é a negação radical desta realeza de Cristo; organizando a vida como se Deus não existisse, leva a apostasia das massas e conduz as sociedades à ruína.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Santo Antônio Maria Claret



23 de Outubro - Santo Antônio Maria Claret


Santo Antonio Maria Claret, nasceu em Sallent (região da Catalunha),perto de Barcelona na Espanha, aos 23 de Dezembro de 1807 de pais piedosos e respeitáveis. As a youth he practiced the weaver's trade, but later became priest. Quando jovem ele praticava o comércio como tecelão, mas, mais tarde, em 1835 se tornou sacerdote. After some time in the parochial ministry, he went to Rome, hoping that the Congregation for the Propagation of the Faith would send him to the foreign missions. Depois de algum tempo no ministério paroquial, ele foi para Roma, esperando  a Congregação para a Propagação da Fé mandá-lo para as missões estrangeiras. But God disposed otherwise, and he returned to Spain, where he traveled throughout Catalonia and the Canary Islands as an apostolic missionary. Mas Deus dispôs de outro modo, e ele voltou para a Espanha para ali exercer o apostolado da pregação. Nesta missão ele viajou por toda a Catalunha e as ilhas Canárias como um missionário apostólico tocando e convertendo muitas almas com seu zelo ardente, veemente palavra e profunda piedade. Besides writing many worthwhile books, he founded the Congregation of the Sons of the Immaculate Heart of Mary. Além de escrever muitos livros de edificação, ele fundou a Congregação dos Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos). Having been appointed archbishop of Santiago in Cuba, he was conspicuous for the virtues of a zealous shepherd. Tendo sido nomeado arcebispo de Santiago em Cuba, ele foi notável pelas virtudes de um pastor zeloso. He restored the seminary, promoted the teaching and the discipline of the clergy, started projects for social welfare, and founded the teaching Sisters of Mary Immaculate for the Christian education of girls. Ele restaurou o seminário, promovendo o ensino e a disciplina do clero, começou a realizar projetos de bem-estar social, e fundou as Irmãs de Maria Imaculada de ensino, para a educação cristã das meninas. At length having been summoned to Madrid, to become confessor to the Queen of Spain and her adviser in the most serious affairs of the Church, he gave an outstanding example of austerity and of all virtues. Por fim, tendo sido convocado para Madrid, para se tornar confessor da rainha da Espanha e seu assessor nos mais graves assuntos da Igreja, ele deu um excelente exemplo de austeridade e de todas as virtudes. At the Vatican Council he strenuously defended the infallibility of the Pope. No Concílio Vaticano I, ele tenazmente defendeu a infalibilidade do Papa. He was responsible for a remarkable spread of devotion to the Blessed Sacrament and to the Immaculate Heart of Mary and her Rosary. Ele foi responsável por uma notável propagação da devoção ao Santíssimo Sacramento e ao Imaculado Coração de Maria e seu Rosário. Finally he died in exile at Fontfroide in France in the year 1870. Renowned for his miracles, he was beatified by Pope Pius XI and canonized by Pius XII. Finalmente,  morreu no exílio em Fontfroide na França no ano de 1870. Famoso por seus milagres, ele foi beatificado pelo Papa Pio XI e canonizado por Pio XII. 1960 Roman Breviary

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A maçonaria moderna




Pode um católico ser maçom?

Mais uma consulta, e uma consulta cuja solução é capaz de sacudir os chifres de Satanás e sua corte. Pouco importa: a verdade está acima de tudo, e não tome nem os satanazes do outro nem deste mundo, porque a verdade é Deus, é o próprio Deus: Ego sum veritas (Jo 14,6).

 O que é a maçonaria?

A melhor definição é a de Nosso Senhor: Falsos profetas que vêm a vós, com vestidos de ovelhas e, por dentro, são lobos devoradores. Pelos frutos os conhecereis: porventura, colhem-se uvas dos espinhos? (Mt 7,15).

É a melhor definição. Mas não basta definir. Procuramos conhecer a história misteriosa.

Donde vem a tal maçonaria? Maçom, franco-maçom, pedreiro livre, como o nome indica, era no princípio uma vulgar associação de pedreiro (maçons em francês). Tal associação foi fundada na idade média entre pedreiros ocupados nas grandes obras arquitetônicas daqueles tempos.

Havia aprendizes, oficiais, mestres. Mas, com a decadência da arquitetura, tornaram essas associações mais ou menos supérfluas. Por isso os pedreiros livres abandonaram o seu fim primitivo pondo a mira em objetivos diversos. A princípio, os maçons nada de hostil tinham ao cristianismo, nem à Igreja Católica.

No ano de 1717 operou-se, porém, uma mudança radical no seio da antiga maçonaria: quatro lojas se fundiram numa só, elaborando objetivos novos e adotando ritos especiais. Os ministros protestantes Teófilo Desagulier e James Anderson mais o arqueólogo George Taine, escolheram para cargo de Grão-Mestre um tal Sr. Antônio Sayer; deu-se isso em Londres, aos 24 de Junho do referido ano, razão que este dia (festa de São João Batista) é geralmente considerado data de fundação da maçonaria moderna.

domingo, 18 de outubro de 2015

Carpe Diem: redimir o tempo e o plano de vida

“Irmãos, tende cuidado em andar com prudência: não como insensatos, mas como pessoas circunspectas, aproveitando o tempo, porque estão a correr maus dias.” Essas são as palavras de São Paulo no início da Epístola de hoje, tirada de sua Epístola aos Efésios.

O apóstolo nos diz para andar com prudência. A prudência é escolher os melhores meios para chegar a fins bons. Em última instância, a prudência é escolher os melhores meios para que cheguemos a nosso fim último, que é a felicidade eterna. A imprudência pode vir do fato de que escolhemos meios ruins para chegar a um fim bom ou porque temos em vista um fim mal a ser atingido. Se somos prudentes, escolhemos os melhores meios – lícitos, claro -, para chegarmos ao céu.

São Paulo acrescenta que não devemos ser insensatos, tolos, mas circunspectos. A circunspecção é parte da virtude da prudência. Pela circunspecção, eu considero as circunstâncias, aquilo que está em torno de mim, para poder agir da melhor maneira possível e atingir meu objetivo, que é a salvação. O texto original latino nos fala, porém, não propriamente da circunspecção, mas da sabedoria: não sede insensatos, mas sábios. O sábio é aquele que considera todas as coisas a partir de uma visão elevada. O sábio enxerga as coisas como Deus as vê, dando importância a cada coisa segundo a sua ordenação a Deus. O sábio considera todas as coisas com o olhar da fé, sabendo que estamos aqui nessa vida para ganhar o céu. O sábio não se deixa enganar pelas máximas do mundo, pelo naturalismo que nos faz esquecer de Deus, pelo ateísmo prático, que desconsidera Deus no quotidiano, como se Ele não existisse. O sábio não se deixa levar pelas falsas soluções contrárias à fé ou que não colocam Cristo e sua Igreja em primeiro plano.

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Sínodos "Sombra" são realizados na Casa Santa Marta




Escondida em um artigo publicado no jornal alemão católico Die Tagespost, se encontra uma incrível notícia que ajuda explicar a constante mudança nas regras do Sínodo dos 2015 e as contínuas filtrações de ameaças e opiniões do Papa. Todos os dias, uma espécie de Sínodo Sombra em miniatura reúne-se na Casa  Santa Marta com o Papa (incluindo alguns Padres sinodais e convidados externos) para decidir que medidas devem ser tomadas no Sínodo.

Talvez nem o próprio autor percebeu o quão explosiva é essa revelação que inclui despreocupadamente em seu artigo abaixo: não há método nem regras, nem roteiro no Sínodo dos Bispos, apenas o desejo de alcançar um propósito específico independentemente dos meios usados.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Um Relatório completo sobre o´Sínodo da Sodomia






O Sínodo extraordinário sobre a Família, realizado em Roma entre 05-19 outubro de 2014, provou ser a reunião de Bispos Católicos mais controversa desde os tempos do Concílio Vaticano II. Esse Sínodo tem  sido visto como um conflito aberto no seio do Colégio dos Cardeais e entre os próprios bispos. O conflito tem seu âmago em questões que envolvem a sexualidade humana, mas deriva de um racha  ainda mais profundo entre aqueles que se esforçam para serem fiéis à lei natural e o Magistério da Igreja Católica e aqueles que se esforçam para distorcer essa doutrina de modo a torná-la compatível com os revolucionários princípios da modernidade.

INTRODUZINDO O CARDEAL KASPER

Os preparativos para o Sínodo e o próprio Sínodo, foram dominados pela proposta feita pelo Cardeal Walter Kasper segundo a qual, aqueles Católicos validamente casados que se divorciaram e contraíram uma nova união civil inválida poderiam ser admitidos à Santa Comunhão sem mudança de vida.

No dia 17 de março de 2013, apenas quatro dias depois de sua eleição, o Papa Francisco teceu elogios generosos ao livro de Kasper, “Misericórdia: A Essência do Evangelho e a chave da vida cristã”, durante seu primeiro discurso do Ângelus:

Nestes dias, pude ler o livro de um Cardeal – o Cardeal Kasper, um teólogo estupendo, um bom teólogo – sobre a misericórdia. Aquele livro fez-me muito bem. (Não julgueis que estou a fazer publicidade dos livros dos meus Cardeais, porque não é isso…!) É que [o livro] me fez mesmo bem, muito bem... O Cardeal Kasper dizia que a melhor sensação que podemos ter é sentir misericórdia: esta palavra muda tudo, muda o mundo. 

O livro em questão, Misericórdia: A Essência do Evangelho e a chave da vida cristã, reflete uma oposição de longa data por parte de  Kasper à doutrina da imutabilidade de Deus. Em 1967 ele já havia escrito:

Esse Deus que reina como um ser imutável por cima do mundo e da história constitui um desafio para o homem. Por amor ao homem é preciso negá-lo, já que reclama para si mesmo a dignidade e a honra que são devidas ao homem. […] Devemos nos defender contra tal Deus, não somente por amor ao homem, mas também por amor a Deus. Esse não é o Deus verdadeiro, é um mísero ídolo. Um Deus, pois, que se acha à margem e por cima da história, que não é Ele mesmo história (grifo nosso), é um Deus limitado. Se designarmos esse ser como Deus, deveríamos, por amor ao Absoluto, fazer-nos ateus. Um Deus assim corresponde a uma visão fixista do mundo; é a garantia das coisas estabelecidas e o inimigo das novidades".

Em sua obra de 2013 Misericórdia, ele continua com os mesmos argumentos, mas em uma linguagem mais cautelosa:

Com base no seu ponto de partida metafísico, a teologia dogmática tem dificuldade de falar em um Deus compassivo. Ela tem que excluir a possibilidade de um Deus sofre com as suas criaturas em um sentido passivo; ele só pode falar de piedade e misericórdia, naquele  sentido ativo em que Deus se opõe ao sofrimento de suas criaturas e fornece-lhes assistência. A questão que permanece é se isto corresponde satisfatoriamente ao entendimento bíblico de Deus, que sofre com as suas criaturas, aquele que, como Misericors tem um coração com os pobres e para os pobres. Pode um Deus que é concebida de forma tão apática ser realmente solidário? Pastoralmente, essa concepção de Deus é uma catástrofe. Um Deus tão abstratamente concebido para a maioria das pessoas parece ser muito distante da sua situação pessoal.

Em 1967 Kasper explicitamente casou a imutabilidade de Deus com "uma visão de mundo rígida." É precisamente porque Deus é imutável, Kasper argumenta, que Ele "é a garantia do status quo e o inimigo do novo." Se a revolução contra a ordem divina da criação que foi avançando rapidamente no mundo tinha que triunfar também na Igreja, era necessário que a imutabilidade de Deus também fosse negada. Se a própria natureza divina pode ser sujeita a mudanças, logo tudo o mais, incluindo a lei moral, também deve ser considerado mutável. Kasper, portanto, procurou acorrentar Deus à "história" e, portanto, ao "progresso" e  à "evolução". Este erro, repetido em essência em seu livro 2013, está no cerne de toda a agenda "progressista" do Sínodo.

O elogio dado pelo Santo Padre para este livro não passou despercebido. O próprio Kasper compartilhou uma anedota reveladora durante uma entrevista pública na Universidade Fordham, em maio de 2014. Ele relatou que após o papa Francisco ter elogiado publicamente seu livro um "cardeal mais velho" insistiu: "Santo Padre, você não deveria recomendar este livro. Há muitos heresias nele! " O Papa então sorriu segundo disse Kasper e assegurou-lhe "que isso entra por um ouvido e sai pelo outro!" 

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Na Espanha, garota termina executada a pedido dos pais






sábado, 10 de outubro de 2015

A Linha Maginot do Sínodo

Cardeal Erdő




Depois da experiência da Segunda Guerra Mundial, os gênios militares franceses (que tinham deixado há muito tempo o seu bom senso católico), recheados com vinho, queijo e arrogância, construíram uma famosa linha de fortificações no leste para evitar uma nova invasão da Alemanha. Construyeron una línea de fortificaciones fijas, fuertes y resistentes. Eles construíram uma linha de fortificações fixas, forte e resistente.

Cuando se completó en 1930, esos genios militares franceses se felicitaron por su previsión y sagacidad, convencidos de que habían impedido otra invasión alemana por el este. Quando concluída, em 1930, estes gênios militares franceses se parabenizaram pela sua clarividência e sagacidade, convencidos de que tinham impedido uma invasão alemã ao leste.

Entonces los alemanes invadieron Francia por el norte. Em seguida, os alemães invadiram a França pelo norte. Simplemente rodearon la Línea Maginot. Simplesmente arrodearam a Linha Maginot. Por lo visto los genios militares galos nunca pensaron en esa posibilidad. Aparentemente, os gênios militares gauleses nunca pensaram nessa possibilidade.

Hoy me acordé de la famosa Línea Maginot tras haber visto un vendaval de noticias estos últimos días sobre los “conservadores” que están plantando cara en el sínodo, cerrando la puerta a tal o cual innovación en la doctrina. Hoje me lembrei da famosa Linha Maginot após ter visto uma enxurrada de notícias nos últimos dias sobre os “conservadores” que estão fazendo frente ao Sínodo, fechando as portas sobre esta ou aquela inovação na doutrina. Buen ejemplo de ello es el cardenal Vingt-Trois (francés, cómo no), que dijo que los que esperen un cambio radical en la doctrina de la Iglesia quedarán decepcionados. Um bom exemplo é o cardeal Vingt-Trois(francês, é claro), que disse que os que esperam uma mudança radical na doutrina da Igreja vão se decepcionar.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Festa de Nossa Senhora do Rosário










Era costume entre os nobres, na Idade Média, como outrora entre os Romanos, por na cabeça coroas de flores, chamadas <capele>. Ofereciam-se essas coroas às pessoas de distinção, a título de vassalagem. Soberana do Céu e das almas, a Virgem tem direito às mesmas homenagens; também a Igreja nos exorta a oferecer-lhe uma tríplice coroa de rosas, a que dá o nome de Rosário.

Foi principalmente para recordar o insigne benefício da vitória de Lepanto sobre o Islã, em 7 de Outubro de 1571, vitória devida à recitação do rosário, que foi estabelecida a Festa de Nossa Senhora do Rosário. Esta festa, a princípio local, foi depois estendida a todaa a Igreja; Leão XVIII elevou-a ao rito de festa de 2ª classe, com missa e ofício novos.

7 DE OUTUBRO

NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

A cura do corpo e da alma


Jesus entrou num barco e atravessou sobre a água até chegar na sua cidade. Por que Jesus teria entrado num barco se Ele não é o mesmo quem dividiu as águas para o povo eleito atravessar o mar e também quem fez Pedro andar sobre as águas como se andasse sobre terra sólida? Jesus não faz isso, mas Ele entra no barco para se assemelhar conosco em nossas fraquezas. Ele se fez fraco para nos fazer fortes. Ele foi humilhado para nos dar honra. Ele se fez pobre para nos fazer ricos, na graça, como diz a epístola de hoje: somos ricos em Cristo, isto é, a verdadeira riqueza consiste em estar em estado de graça, e não em obter coisas que são obstáculos a essa mesma graça. Enfim, Ele se fez homem, para nos aproximar de Deus.

Em seguida, Jesus encontra um paralítico de quem Ele perdoa os pecados. Jesus cura primeiro a doença da alma, pois é mais importante que a doença do corpo. E aqui São Pedro Crisólogo faz uma boa consideração: notemos que após receber o perdão dos pecados o paralítico não demonstra gratidão, nem fala coisa alguma, ele estaria mais ansioso em ser curado do corpo do que ser liberto da doença da alma e da consequente condenação eterna. Quantos não acabam indo para a confissão apenas para buscar um alívio psicológico ou alguma consolação sensível e esquecem de agradecer a Cristo pelo enorme bem da remissão dos pecados? Quantos de fato terminam a confissão dizendo “obrigado, padre”, não mecanicamente, mas de coração?

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

A Imitação de Cristo: o desprezo do mundo e de todas as suas vaidades



Quem me segue não anda nas trevas (Jo 8,12), diz o Senhor.

São as palavras de Cristo, que nos convida a imitá-lo e à sua vida, se de fato procuramos luz e a libertação de toda cegueira interior.

Meditar sobre a vida de Jesus merece, pois, nosso maior empenho.

O ensinamento de Cristo é superior ao de todos os santos, quando acolhido interiormente no espírito.

Acontece, porém, que, por falta do espírito de Cristo, muitas vezes a leitura dos evangelhos nos deixa indiferentes.

Espanha: pais que queriam deixar a filha morrer tem pedido negado pelos médicos

Honra o médico por causa da necessidade, pois foi o Altíssimo quem o criou.
 (Toda a medicina provém de Deus), e ele recebe presentes do rei:
 a ciência do médico o eleva em honra; ele é admirado na presença dos grandes.
O Senhor fez a terra produzir os medicamentos: o homem sensato não os despreza. Uma espécie de madeira não adoçou o amargor da água? Essa virtude chegou ao conhecimento dos homens.
O Altíssimo deu-lhes a ciência da medicina para ser honrado em suas maravilhas; (Eclesiástico 38:1-6)




sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Para onde vais, Francisco?





A viagem do papa Francisco recentemente realizada  a Cuba e aos Estados Unidos semeou mais dúvidas  e perplexidadesdo que certezas sobre as consequências que podem resultar dela. Na verdade, a questão que se coloca depois de dias de extensivas viagem papal, os discursos em vários cenários em que ele fez, as várias reuniões políticas e religiosas, os muitos atos e gestos feitos é simplesmente esta: Para onde vais, Francisco? O que se propõe fazer da Igreja cuja cabeça Ele foi colocado?

Claro, tudo o que diz respeito ao Papa deve ser visto, em primeiro lugar, a partir da perspectiva única de fé. Não pode haver qualquer perspectiva, por mais lícita que seja, nterior a essa visão sobrenatural. Neste sentido, o Papa Franciso é o Sucessor de Pedro, Vigário de Cristo, o Pastor Supremo da Igreja; portanto, nele se realiza a presença sacramental misteriosa de Cristo no mundo. Onde está o Papa, ali está Pedro, e onde Pedro está, ali está a Igreja, e onde esta estiver ali está Cristo:
ubi Petrus ibi Ecclesia, ubi Ecclesia, ibi Christus. Quando o vemos, portanto, celebrar o Santo Sacrifício da Missa diante de grandes multidões, proclamando na língua venerável da Igreja a entrada de São Junípero Serra no catálogo dos santos, confortando prisioneiros e doentes, inclinar-se para os que acompanham seus passos, temos experimentado a presença reconfortante de Cristo na pessoa do seu Vigário; e isso não outra coisa, mas a graça de Deus que se derrama sobre os homens. O que resta, senão cantar uma alegre Deo Gratias?